Conheça

um pouco mais

sobre as autoras

Confira

nossos

booktrailers

A experiência do luto

pelo olhar       de três mulheres

Previous
Next

Conheça

um pouco mais

sobre as autoras

Confira

nossos

booktrailers

A experiência do luto

pelo olhar     de três mulheres

Previous
Next

O Livro

Três mulheres. Três percursos pelo luto diferentes. Um país em que em um ano, de uma única doença, mais de 350 mil mortos. Pouco se fala do luto, muito se sugere esquecer, seguir em frente, superar, lutar: o Brasil não pode parar. Neste projeto, através das palavras e das imagens, convoca-se a memória. A lembrança, a saudade, a assimilação da perda. Assume-se a melancolia, a flutuação dos humores. Reconhecemos a ausência para construir nessa relação outras percepções de presença.

As páginas e imagens que vocês verão aspiram restaurar o corpo, apaziguar as dores, que não são pessoais tão somente, mas sobretudo coletivas. Lançam olhares para o cotidiano, para aquilo de que não se fala nas redes, que a gente esconde. As tantas camadas que o luto descortina e sua relação intrincada com o tempo, com a ausência e a presença da falta. Também juntas essas mulheres observam como é viver num tempo em que o Estado garante mais a vida que a morte e a sociedade confirma que a economia vale mais que a vida.

Substantivo Luto reúne 18 crônicas escritas pelas jornalistas e escritoras Ana Fernanda Souza e Mônica Santana e fotografias de Priscila Fulô, com edição da Andarilha e produção de Fabiana Marques. A capa e projeto gráfico é de Tiago Ribeiro.

O projeto Substantivo Luto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Baixe agora!

Booktrailers

Play Video
Play Video

Autoras

Ana Fernanda Souza

Ana Fernanda Souza abraçou a profissão com a intenção de se tornar escritora. Sua trajetória profissional inclui passagens por jornais de Salvador, trabalhos como educadora e gestora em organizações não-governamentais e criação de conteúdo em marketing digital. Foi palestrante TEDx e representa, em Salvador, o movimento internacional Fashion Revolution, por mais transparência e sustentabilidade na moda. É mestra em Estudos Multidisciplinares da Cultura. “Substantivo Luto” é seu primeiro livro.

Monica Santana

Mônica Santana é jornalista, Performer, Dramaturga, Crítica Teatral e Educomunicadora. Mestre e Doutoranda pelo PPGAC/UFBA. Cursou especialização em Jornalismo e Direitos Humanos pela UniJorge. Bacharel em Comunicação Social pela Universidade Federal da Bahia. Atriz desde 1999. Com o solo teatral Isto Não É Uma Mulata, venceu o Prêmio Braskem 2015 Categoria Revelação, integrando a lista das 25 Mulheres Negras Mais Influentes da Internet em 2015 segundo o site Blogueiras Negras, e nas artes, pelas ativistas feministas do Think Olga. Autora dos solos Sobretudo Amor e Aprendizagem, bem como dirigiu junto com Priscila Fulô, o minidoc Cartografando Afetos, reunindo entrevistas com mulheres negras sobre afetos.

Priscila Fulô

Priscila Fulô é fotógrafa e Bacharel Interdisciplinar em Artes, com ênfase em Cinema, pela Universidade Federal da Bahia. Seu interesse atravessa a fotografia, a direção de fotografia, iluminação cênica e o design.

Ficha técnica

Crônicas de Ana Fernanda Souza e Mônica Santana

Fotografias: Priscila Fulô

Andarilha Edições: Deisiane Barbosa e Maíra Vale

Coordenação de Produção: Fabiana Marques

Identidade Visual: Tiago Ribeiro

Produção de Conteúdo Audiovisual: Lucas Raion

Web: Adriano Marques

Crônicas:
Ana Fernanda Souza
Mônica Santana

Fotografias:
Priscila Fulô

Andarilha Edições:
Deisiane Barbosa
Maíra Vale

Coordenação de Produção:
Fabiana Marques

Identidade Visual:
Tiago Ribeiro

Produção de Conteúdo Audiovisual:
Lucas Raion

Web:
Adriano Marques

Imprensa